A Warren Finanças pessoais

4 dicas para cumprir suas metas financeiras em 2020

Você sabe que aquela história de que "o ano só começa depois do Carnaval" não é bem verdade, não é?

Já passamos a primeira quinzena de janeiro e queremos saber: você já começou a colocar em prática as suas resoluções financeiras para 2020? 

Afinal, você sabe que aquela história de que “o ano só começa depois do Carnaval” não é bem verdade, não é? Quanto antes você se organizar para se manter no seu planejamento, mais fácil será o caminho para chegar lá

Porque deixar para dar atenção para os seus planos só no final de fevereiro significa começar o ano atrasado. Mas não se preocupe se você não tiver colocado em prática seus objetivos ainda. Estamos aqui para ajudar.

Por isso, reunimos algumas dicas para você não deixar de alcançar as suas metas. Sejam elas de curto, médio ou longo prazo.

Afinal, a gente sabe que talvez fosse melhor (melhor, não, mais fácil, não é?) receber uma herança de algum parente que você nunca conheceu ou acertar seis números em um sorteio da Mega-Sena. Mas, como nós já estamos avisando há algum tempo: não crie expectativas, crie objetivos!

Vamos lá:

#1 Metas diferentes

Você pode – e deve – ter objetivos com diferentes prazos e focos. Todos temos vários planos de vida e passamos por diversas fases. Por exemplo: é importante pensar na sua aposentadoria, claro. Mas também é muito importante se planejar para sair do aluguel ou para passar seu próximo aniversário na cidade que você sempre sonhou em conhecer.

#2 Priorização

É necessário elencar prioridades. Ou seja, possuir metas principais e secundárias. Se você seguiu a dica anterior, provavelmente possui diversos objetivos. E isso é ótimo! Mas saiba definir quais deles são mais urgentes. Por exemplo: se você não tem uma reserva de emergência ainda, dê prioridade para ela. Pois isso vai ajudar você a não deixar de investir nas suas metas mais importantes, mesmo quando houver algum imprevisto.

#3 Consciência

Saiba porque você está fazendo isso. Talvez não pareça relevante, mas quanto mais você tiver consciência do porquê você precisa organizar os seus investimentos, mais fácil será manter a sua estratégia. Então tenha bastante clareza nas suas metas e nos seus motivos para querer alcançá-las.

#4 Acompanhamento

Esta é uma dica de ouro. Ela serve tanto para o seu planejamento financeiro de gastos quanto para os seus investimentos. Não fique sem saber quanto gasta e quanto ganha. E muito menos sem saber quanto investe e como estão os seus investimentos.

Para o seu planejamento mensal, sugerimos o básico: anote quanto ganha e quanto gasta. Isso vai fazer você ter clareza da sua situação financeira. Mas, mais do que isso: não pare de acompanhar. Continue monitorando ao longo dos meses e você verá que ficará cada vez mais fácil.

Para os seus investimentos, primeiro queremos reforçar que você não deve pensar neles como um extra. “Se sobrar, eu invisto”? Não. Seus investimentos precisam ser contabilizados dentro da sua lista de gastos mensais, como algo rotineiro. E acompanhe os seus investimentos. Saiba qual é o seu perfil de investidor, em quais produtos você está colocando o seu dinheiro, como suas carteiras estão performando e, mais importante: o quanto você está pagando para isso.

Com a Warren, você tem a tranquilidade de contar com os melhores produtos e de estar investindo com alinhamento e transparência. Como fazemos isso?

Todos os clientes da Warren têm, em sua área logada, acesso a duas informações que consideramos fundamentais: o rendimento diário de seus objetivos e sua economia em taxas ao investir com a Warren.

Ainda não investe com a gente? Comece agora!

%d blogueiros gostam disto: