A Warren Destaques investimentos Produtos Uncategorized

O que o investidor precisa ter em mente para 2020?

Saiba quais são as sugestões do time de gestão da Warren em relação ao mercado financeiro

O ano de 2019 está sendo bastante movimentado no cenário político-econômico internacional e nacional, conforme já pontuamos aqui.

Um ano de muita volatilidade e que está se desenhando para terminar com bastante otimismo no mercado financeiro em relação aos meses que estão por vir. Ainda que, claro, seja preciso estar atento ao desenrolar de alguns fatos futuros que podem influenciar na economia brasileira.

LEIA MAIS | As perspectivas de mercado para 2020

Neste texto, abordaremos o contexto de alguns produtos de investimento e mostramos algumas sugestões do time de gestão da Warren em relação ao mercado financeiro em 2020. Confira!

O que vai acontecer com os produtos de renda fixa?

Levando em consideração as perspectivas de crescimento econômico no Brasil e o cenário consolidado de taxa Selic em 4,5% ao ano por todo o 2020, precisamos reforçar o quanto alguns produtos de renda fixa atrelados à Selic terão sua rentabilidade afetada.

Vamos usar a Poupança como exemplo: com a taxa básica de juros a 4,5% ao ano, esta aplicação terá o baixíssimo retorno de 3,2% ao ano. Se o IPCA 2020 se mantiver na faixa dos 3,8%, conforme aponta o boletim FOCUS, quem deixar seu dinheiro na poupança acabará tendo uma perda real de valor.

LEIA MAIS | Como a Selic em baixa impacta a vida do investidor

Mesmo reforçando que, atualmente, a rentabilidade dos produtos de renda fixa não é mais a mesma, existem outros produtos que continuam sendo uma ótima opção para o investidor que quer investir nesta modalidade.

Fundos de Crédito Privado são um bom exemplo. O que são? São produtos que possuem 50% ou mais de títulos de renda fixa de empresas privadas. Ou seja, é quando o investidor empresta seu dinheiro para instituições em troca de juros por um determinado período de tempo.

Recentemente, mais precisamente nos meses de setembro e outubro, o mercado de crédito brasileiro como um todo sofreu um estresse. O risco de crédito foi afetado pela perda de relevância do CDI e vimos uma queda de performance nestes produtos. Entretanto, a qualidade do crédito já está melhorando e, com o aquecimento da economia, o cenário deve continuar melhorando:

“O ambiente, na nossa opinião, está interessante para direitos creditórios e fundos de crédito mais agressivos, pois o crédito das empresas está melhorando bastante, e após a crise, as boas empresas foram as que sobreviveram”, explica nosso gestor, Thomaz Fortes.

Mas, se você possui objetivos de médio e longo prazo, a nossa sugestão para 2020 é:

Respeite sempre o seu perfil de investidor, mas tente estar disposto a diversificar o seu portfólio de investimentos com alguma porcentagem em renda variável em 2020 em carteiras com objetivos para mais de três anos.

Por que é o momento dos produtos de renda variável?

Como também já explicamos aqui no blog da Warren, o cenário de baixa taxa de juros estimula o crescimento econômico e já temos indícios disso: o boletim FOCUS vem aumentando a projeção do PIB para 2020, ainda que de maneira gradual.

E este aquecimento do mercado brasileiro cria um ambiente com menos incertezas, o que gera como consequência a valorização de ativos, o que impacta a Bolsa Brasileira.

Com isso em mente, o investidor precisa ficar atento aos produtos de renda variável: fundos de ações e fundos multimercados.

Fundos de ações são produtos que têm como objetivo investir no mercado de ações. Devem investir, no mínimo, 67% do seu patrimônio em ações ou ativos relacionados, como cotas de outros fundos de ações, certificados de depósitos de ações e etc.

Estes produtos são mais indicados para objetivos de longo prazo e para investidores que possuam certa tolerância à volatilidade do mercado em troca de uma expectativa de rentabilidade mais alta.

Fundos Multimercado são produtos que podem investir em diferentes ativos: títulos de renda fixa, ações, câmbio e derivativos – que são contratos derivados de ativos com vencimentos futuros. É um produto já diversificado e ideal para quem possui um perfil mais tolerante à risco.

Por que investir nestes produtos com a Warren?

Você pode encontrar estes produtos em bancos e outras corretoras, mas é importante ressaltar que o nosso critério para compor os nossos fundos e para sugerir outros produtos na sua carteira é livre de conflito de interesses.

Temos uma escolha feita com diligência e baseada em critérios claros de performance. Além disso, nós não cobramos comissão em cima de produtos e, quando o cliente opta por investir em fundos de terceiros, devolvemos a comissão que receberíamos.

Quer saber um pouco mais sobre a opinião da gestão da Warren em relação o cenário 2020? Confira nosso último episódio do Oi, Gestor:


1 comentário em “O que o investidor precisa ter em mente para 2020?

%d blogueiros gostam disto: