Finanças pessoais investimentos

Manual definitivo do 13º salário

Saiba o que fazer com o seu 13º salário e por que investir é uma ótima ideia

Mais celebrada do que os feriados de Natal e Ano-Novo, só a chegada do 13º salário. Aproveitando o momento, trazemos aqui diversos conteúdos para ajudar você a decidir o que fazer com o valor recebido e a se programar para os próximos, também.

Neste artigo, você encontrará:

1. O que fazer com o 13º salário 

2. No que investir o seu 13º salário 

3. 13º salário para impulsionar os seus objetivos de curto, médio e longo prazo

4. Como, afinal, investir o seu 13º salário?

O ‘nome oficial’ do décimo terceiro salário é Gratificação de Natal e foi instituída no país em 1962 pela Lei 4.090. Esta lei garante que todo o trabalhador com carteira assinada receba, no final de cada ano, o correspondente a 1/12 (um doze avos) da remuneração por mês trabalhado.

O empregado doméstico, com o advento da Constituição Federal de 1988, artigo 7º, parágrafo único, passou a fazer jus ao 13º salário.

O valor do 13º salário do empregado doméstico corresponde a 1/12 (um doze avos) por mês de trabalho ou fração igual ou superior a 15 (quinze) dias.

O pagamento do 13º salário ao empregado doméstico deverá ser efetuado: 

 – até o dia 30 de novembro – 1ª parcela;

 – até o dia 20 de dezembro – 2ª parcela.

Se você é um trabalhador contemplado neste cenário, vai receber o equivalente a um salário extra nesta época do ano.

#1: O que fazer com o 13º?

Antes de qualquer coisa, é necessário responder a uma pergunta importante: você possui alguma dívida

Se a resposta for sim, a prioridade deve ser eliminá-la. A urgência de quitar a dívida deve ser correspondente ao tamanho da taxa de juros deste débito. Pois quanto maior a taxa, mais rápido aumentará o valor do saldo devedor. 

É importante se livrar de juros rotativos de dívidas para ter tranquilidade de separar parte dos seus vencimentos para investimentos.

Agora, se não possui nenhuma dívida: gastar ou investir? É claro que é ótimo utilizar o 13º salário para comprar algo que esperou o ano inteiro, seja para você ou para uma pessoa querida. 

Mas você já pensou que pode investir o 13º (ou até mesmo parte dele) para ter um valor ainda maior junto com o bônus do ano que vem? Ou um valor maior ainda daqui a alguns anos? 

Para você ter uma ideia: se conseguir guardar o seu décimo terceiro salário inteiro, você já garante 8% de tudo o que ganha no ano inteiro.

Pois quando existe planejamento e controle financeiro, é possível encontrar espaço no orçamento para investir e, com isso, passar por períodos de aumento de gastos sem sofrimento.

Que tal?

LEIA MAIS | Como fugir dos maus investimentos

Existe uma variedade de produtos nos quais você pode investir, levando em consideração o seu perfil de investidor e quais objetivos deseja concretizar. 

Vamos falar mais sobre isso?

#2: No que investir o seu 13º salário 

Investir é fazer o seu dinheiro render com inteligência, por isso esqueça a poupança. Existem diversos produtos melhores, como produtos de renda fixa e produtos de renda variável como fundos de ações e multimercados.

Mas, antes, seja o seu perfil mais conservador ou mais arrojado, é importante estar atento ao período econômico que vivemos. Estamos em um cenário de queda da taxa básica de juros do país e isto modifica um pouco o patamar de rentabilidade de alguns produtos de renda fixa, por exemplo.

LEIA MAIS | Por que a rentabilidade da renda fixa não é mais a mesma?

Ah, mas você é super conservador e não quer abrir mão da renda fixa de jeito nenhum? 

Fique tranquilo, pois você não precisa abrir mão da renda fixa, se não quiser! É possível optar por produtos de renda fixa que entreguem mais performance, como os fundos de crédito privado, por exemplo.

Fundos de crédito privado: o que são?

São fundos que possuam 50% ou mais de títulos de renda fixa de empresas privadas. Ou seja, o investidor está emprestando o seu dinheiro para instituições privadas em troca de juros por um período determinado de tempo. É um produto de renda fixa, pois as condições deste rendimento estão predeterminadas. O objetivo destes fundos é alcançar rentabilidade superior ao CDI.

Nosso Warren Brasil Fundo de Investimento em Crédito Privado (Warren Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Renda Fixa, CNPJ: 30.271.177/0001-93), por exemplo, tem entregado neste ano, a média de 109,35% do CDI.

Acesse a lâmina do fundo de Crédito Privado aqui.

No momento em que vivemos hoje, entretanto, a tendência é que mesmo os investidores de perfil mais conservador optem por alocações com renda variável e fundos multimercados, mesmo que em doses homeopáticas. Um bom produto deste tipo são os fundos de ações.

Fundos de ações

São fundos que têm objetivo de investir no mercado de ações. Devem investir, no mínimo, 67% do seu patrimônio em ações ou ativos relacionados, como cotas de outros fundos de ações, certificados de depósitos de ações e etc.

Estes produtos são mais indicados para objetivos de longo prazo e para investidores que possuam certa tolerância à volatilidade do mercado em troca de uma expectativa de rentabilidade mais alta.

Os nossos fundos de ações também têm deixado seus índices de referência para trás. No ano, o nosso Fundo Warren Ações Americanas (Warren USA Fundo de Investimento Multimercado, CNPJ: 29.577.706/0001-00) acumula 28,18% de retorno contra 25,30% do S&P 500, seu benchmark. E o Fundo Warren Ações Brasileiras (Warren Brasil Fundo de Investimento em Ações, CNPJ: 29.577.652/0001-75) acumula 26,47% contra 23,15% do Ibovespa, seu benchmark.

Acesse a lâmina do fundo de Ações Americanas.

Acesse a lâmina do fundo de Ações Brasileiras.

Além destes, existe outro tipo de produto, que é quase um híbrido entre os dois tipos de fundos citados anteriormente.

Fundos multimercados

Os fundos multimercados podem investir em diferentes ativos: títulos de renda fixa, ações, câmbio e derivativos – que são contratos derivados de ativos com vencimentos futuros.

É um produto ideal, também, para quem possui um perfil mais tolerante à risco. Indicado para buscar bons retornos em investimentos de médio a longo prazo.

O Fundo Warren Omaha Multimercado (Warren Omaha Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Multimercado, CNPJ: 32.704.998/0001-00), por exemplo, tem estado dentro da sua meta.

Acesse a lâmina do fundo Omaha Multimercado.

Para montar a carteira perfeita, a resposta está em diversificar, pois é na diversificação responsável e inteligente que o investidor encontra maior rentabilidade. Sabia que quando você investe na Warren, você conta com uma carteira diversificada?

Quando você cria um objetivo na Warren, seu perfil, seu investimento e os prazos de sua meta são levados em conta para a sugestão do portfólio. Além disso, nossos diferentes fundos contam com os melhores produtos do mercado, selecionados para oferecer segurança e performance. 

A nossa plataforma também trabalha para que os rendimentos e os novos depósitos mantenham a alocação ideal para seu objetivo. Você também conta com ferramentas de edição avançada, caso queira escolher produtos e alocações diferentes das oferecidas.

Todos os perfis de investidor podem, e devem, possuir carteiras diversificadas. A diferença está na porcentagem da alocação dos produtos, que depende de alguns fatores como o prazo de conclusão dos objetivos combinado ao perfil do cliente.

LEIA MAIS | Como a Warren diversifica os seus investimentos

Agora vamos falar mais sobre criação de objetivos de prazos diferentes e de carteiras perfeitas para você? Vamos mostrar alguns cenários de investimento para o seu 13 salário.

#3: 13º salário para impulsionar os seus objetivos de curto, médio e longo prazo

Primeiro: já possui objetivos financeiros traçados? Quer ter mais dinheiro no próximo final de ano? Trocar de carro daqui a alguns anos? Ir para a próxima Copa do Mundo? Potencializar a sua aposentadoria? Ou apenas juntar dinheiro, de repente?

Dica da Warren: quanto antes você começar a investir este dinheiro, antes ele começa a trabalhar para você na busca por rendimentos.

O ideal é traçar uma estratégia diferente para cada objetivo. Por isso, nós vamos mostrar cenários diferentes em que o seu décimo terceiro pode impulsionar cada um destes possíveis objetivos.

Curto prazo

Que tal investir o seu 13º salário para que, no ano que vem, tenha mais do que um 13º? Que seja o início da criação do hábito de investir ou, ainda, que impulsione os seus investimentos já existentes? 

Vamos supor que o seu salário seja de R$ 5.000,00 para simular estes cenários. Como é um prazo curto, de apenas um ano, o ideal é investir em uma carteira com maior porcentagem em renda fixa, para não ser tão impactado pelas oscilações do mercado.

Se você tem o perfil conservador, a nossa sugestão é investir este dinheiro 100% em renda fixa. Fazendo um aporte único neste valor hoje, em dezembro de 2020 o montante estará em torno de R$ 5.448,00, no melhor cenário de mercado.

Isto significa que você teria ganho de R$ 448,00 sem precisar trabalhar nem um minuto a mais no seu dia para isso. Vamos além: se existir a possibilidade de realizar depósitos mensais de R$ 200,00, o montante será de cerca de R$ 7.946,00.

Já se você tem um perfil com uma certa tolerância ao risco, nossa sugestão é diversificar com alguns produtos diferentes. Vamos simular com uma carteira nestas condições: 70% renda fixa, 15% em ações e 15% em multimercados

Com um aporte único de R$ 5.000,00, você terá em torno de R$ 5.933,00 no melhor cenário do mercado. Ou seja, um ganho de R$ 933,00 em apenas um ano.

Se puder realizar depósitos mensais de R$ 200,00, o seu montante será de cerca de R$ 8.530,00 no melhor cenário. Ou seja, um ganho de R$ 1.130,00 em apenas um ano.

Viu como se pode investir bem o 13 salário para viver o próximo final de ano mais confortável, mesmo em um curto prazo?

Médio prazo

Se não há muita pressa para investir, é ainda melhor. Quem sabe possuir um valor para auxiliar na troca do seu carro daqui a, digamos, três anos? Vamos supor que o seu salário seja os mesmos R$ 5.000,00 da simulação anterior.

Em um portfólio conservador, 100% em produtos de renda fixa, se você investir o seu décimo terceiro para começar e fazer aportes mensais de R$ 400,00, ao final dos três anos o montante será de cerca de R$ 22.839,00.

O mesmo objetivo em uma carteira um pouco mais arrojada, com as condições de: 50% renda fixa, 30% em ações e 20% em multimercados. Com um depósito inicial dos mesmos R$ 5.000,00 e aportes mensais de R$ 400,00, ao final dos três anos o montante será de cerca de R$ 29.950,00, no melhor cenário. 

Além disso, em ambos os cenários mostrados, a nossa sugestão é que você utilize os próximos três décimos terceiros, ou pelo menos parte deles, neste mesmo objetivo para impulsionar o rendimento ou, até mesmo, antecipar a retirada do dinheiro em alguns meses.

Longo prazo

Para um objetivo de longo prazo, vamos supor que seja uma viagem sem data marcada, que possa ser planejada para, digamos, daqui a cinco anos: com um investimento inicial de R$ 5.000,00 e depósitos mensais de R$ 400,00.

Em um portfólio bastante conservador, você terá cerca de R$ 37.560,00 no melhor cenário dos produtos de renda fixa, lembrando que estes produtos possuem pouca oscilação e baixíssimo risco

Se você tem um perfil de moderado a arrojado e está disposto a usufruir deste longo prazo (tão querido para os investidores de renda variável) para potencializar os seus ganhos, pode montar uma carteira com uma porcentagem em ações e multimercado. Uma carteira com 42% em renda fixa, 31% em ações e 27% em multimercado reúne, no melhor cenário, R$ 58.130,00. 

Assim como no cenário de médio prazo, nossa sugestão é que você potencialize este investimento utilizando os próximos décimos terceiros salários.

Viu como é possível utilizar o seu 13º investindo em diversos cenários? 

#4: Como, afinal, investir o seu 13º salário?

Vamos supor que você já esteja convencido de que precisa investir o seu 13 salário. Como, efetivamente, você deve começar?

Primeiro é importante você saber qual é o seu perfil de investidor. Aqui na Warren, ao abrir a sua conta, você responde a algumas perguntas rápidas e já conhece o seu perfil de investidor em poucos minutos. Essa definição é baseada, principalmente, na sua tolerância em correr riscos combinada ao seu comportamento em relação ao mercado financeiro.

LEIA MAIS | Perfil de investidor: como saber o seu e a importância disso

Os perfis partem do mais conservador ao mais arrojado e é importante você saber que não precisa se encaixar necessariamente em um ou em outro o tempo inteiro. Além de você poder mudar conforme altera o seu estilo de vida ou vá ficando mais velho, para cada objetivo, você pode adotar uma estratégia diferente.

A boa notícia é que, ao investir com gente, você não precisa traçar a sua própria estratégia. A nossa plataforma cruza a informação do seu perfil com o prazo escolhido para o seu objetivo. Por isso, para cada objetivo, a Warren poderá construir portfólios diferentes.

Assim, é importante que você saiba que não existem investimentos bons ou ruins. Há aqueles que fazem ou não parte da sua estratégia e da sua tolerância a riscos. Dessa forma, é possível evitar frustrações.

LEIA LAIS | 4 passos para ser um investidor de sucesso

Comece agora a investir com a Warren e saiba quais são os melhores investimentos para você concretizar todos os seus objetivos. Aproveite o seu 13º e abra a sua conta agora mesmo!

%d blogueiros gostam disto: