A Warren destaque investimentos

Como é o serviço de Wealth Management e carteira administrada da Warren

Saiba como opera o time de gestão da Warren, que atua focado para potencializar a evolução dos investimentos dos nossos clientes.

A Warren trabalha com o modelo de wealth management, no qual você investe nos melhores produtos do mercado, em carteiras alinhadas a cada um dos seus objetivos e com a transparência que os bancos e as outras corretoras não têm.

Mas antes de prosseguirmos, é importante explicar o que é wealth management:

Wealth Management é o termo utilizado para descrever a gestão de patrimônio que engloba serviços de consultoria, planejamento e gestão de investimentos. É um tipo de serviço considerado de alto nível, que o mercado costuma disponibilizar apenas para pessoas de altíssima renda. 

Nós fazemos isso através da criação de carteiras administradas e do rebalanceamento de ativos e produtos. Tudo feito em um modelo pioneiro de negócio que une o melhor da tecnologia e dos seres humanos.

LEIA MAIS | Como é feito o rebalanceamento pela gestão da Warren?

Confira, abaixo, como acontece cada uma destas etapas da gestão:

Carteira administrada

Você sabe o que é uma carteira administrada ou gerenciada? É um veículo para o serviço de wealth management, uma alocação pensada conforme a tolerância ao risco do cliente e as necessidades de volume, liquidez, risco e prazo. É uma alocação diversificada para você não se preocupar e atingir seus objetivos.

Como montamos um portfólio perfeito para você?

A Warren utiliza tecnologia para descobrir o seu perfil de investidor, cruzar esse dado com a criação dos seus objetivos e sugerir o portfólio perfeito para você. É uma alocação que busca os melhores rendimentos de acordo com a sua tolerância ao risco.

Rebalanceamento

Para incrementar a relação de risco e retorno de seu portfólio, são cruciais os rebalanceamentos que realizamos periodicamente. São dois tipos principais:

1- Passivo: conforme os nossos modelos de asset allocation e visão de Mercado de Capitais, a equipe de gestão altera os percentuais de categorias em sua carteira. Essa alteração se dá de forma progressiva, conforme novos aportes. Com o tempo, você notará que seus percentuais de alocação estão mudando. 

Um exemplo de rebalanceamento passivo é, perante o cenário de queda da taxa Selic, aumentar as posições em ações e multimercados e reduzir marginalmente a renda fixa em carteiras sugeridas pela Warren (que não tenham sido editadas e possuam renda variável, respeitando o perfil de investidor e a tolerância ao risco do cliente).  Uma carteira não editada com alocação 92% – 3% – 5% (Conservador-Moderado), aos poucos, será remanejada em novos aportes para a alocação 80% – 12% – 8%.

LEIA MAIS | Selic em 5%: como investir?

2- Ativo: com os mesmos critérios que o anterior, a equipe altera os percentuais de alocação, mas também retira e insere novas categorias e produtos em sua carteira. A alteração acontece de forma mais rápida, vendendo posições e comprando novas para que os percentuais novos sejam vistos por você de forma bem rápida.

Um exemplo de rebalanceamento ativo que a equipe de gestão já executou foi a inclusão do Warren Green nas carteiras não editadas e que possuem renda variável.

LEIA MAIS | Warren Green, um fundo com retorno ajustado à etica

Produtos individuais 

Ativos saem e entram

É natural de tempos em tempos – em média de seis em seis meses -, a saída e a entrada de novos ativos em sua carteira. O período semestral é oriundo de nossos estudos sobre information ratio e eficiência tributária. Por conta de oportunidades ou necessidade, podem entrar e sair ativos em períodos mais curtos ou longos. Os produtos são realocados em sua carteira unicamente com o objetivo de melhorar seu portfólio. Não ganhamos comissão nem corretagem pelo giro dos ativos. 

Seleção dos ativos individuais

Selecionamos os ativos que entram nas sugestões e nos rebalanceamentos de sua carteira baseado em critérios objetivos: teoria acadêmica de finanças e economia e conhecimento empírico do mercado financeiro. Utilizamos o Índice Warren de Seleção de Ativos, que para cada classe de ativo possui variações e utiliza 16 medidas de risco e retorno para filtrar e ranquear os ativos que chegarão até você.

Modelo de atuação

Utilizamos o nosso algoritmo próprio para a seleção dos ativos individuais, utilizamos modelos ganhadores de Prêmio Nobel e outros importantes no avanço da teoria do portfólio, baseados em métodos quantitativos para tomar as importantes decisões de percentuais de alocação em cada categoria para sua carteira.

LEIA MAIS | Porque a tecnologia é importante?

Junto a estes modelos e algoritmos, claro, o nosso time de gestão atua constantemente. Nosso gestor, Thomaz Fortes, explica:

– Calibramos os modelos continuamente e acompanhamos o mercado e o comportamento dos ativos. Discutimos intensamente avanços na qualidade do nosso trabalho, no desenvolvimento de novos produtos e soluções. Acreditamos em unir o melhor do ser humano e o melhor da máquina. Existem coisas que não é possível estimar ou prever por modelos, e necessitamos da sensibilidade humana para uma síntese maior.

Invista nos melhores produtos do mercado, em carteiras alinhadas com seus objetivos de vida e com transparência. Abra a sua conta na Warren agora, de graça!

1 comentário em “Como é o serviço de Wealth Management e carteira administrada da Warren

  1. Pingback: Os ingredientes certos para a sua carteira - Blog da Warren

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: