Entenda porque o vencimento de Títulos do Tesouro pode impulsionar o mercado de investimentos em renda variável
Destaques

Por que a rentabilidade da renda fixa não é mais a mesma?

Entenda porque o vencimento de Títulos do Tesouro pode abrir caminho para produtos mais rentáveis

No dia 30 de outubro, cerca de R$ 100 bilhões em LTNs vencem e estarão disponíveis para os investidores alocarem em novos produtos – de preferência melhores. Talvez você esteja se perguntando porque estamos nos referimos a produtos melhores e nós vamos explicar. Antecipando: a grande questão é que, no cenário econômico brasileiro atual, a rentabilidade de produtos de renda fixa não é mais a mesma.

Mas, primeiro, o que são LTNs?

Conhecido como LTN (Letras do Tesouro Nacional), este produto teve o nome oficial modificado para Tesouro Prefixado em 2015. Considerado um produto seguro e rentável, foi bastante popular por muitos anos. Como funciona? É uma modalidade de investimento que entrega uma rentabilidade pré-fixada, não sendo atrelada a um indicador específico, mas sim a um acordo lá na compra do produto. 

Ou seja, se você comprou uma LTN a um rendimento de 10% ao ano, ela vai entregar este rendimento no final do contrato, independente de qualquer cenário – desde que você não resgate antes do vencimento pré-estabelecido no momento da compra.

E por que não posso continuar comprando estes produtos?

Com o cenário atual de baixa taxa de juros – a Selic está em 5,5% ao ano e com probabilidade de ter nova queda até o final do ano -, produtos como as LTNs não serão renovados com as mesmas taxas de quando foram emitidos, anos atrás. Ou seja, não terão a mesma rentabilidade que um dia tiveram.

LEIA MAIS | Como a Selic em baixa impacta a vida do investidor?

Se você for um investidor que costumava adquirir produtos como este e foi um feliz cliente deste produto em anos passados, saiba que o momento é outro. E para potencializar os seus ganhos, é preciso olhar para outros produtos.

Atenção: oportunidade de diversificação!

Como já falamos aqui, o cenário da Selic em queda aquece o mercado de ações e o investidor acostumado a comprar produtos como as LTNs, que têm prazo mais longo, podem pensar em objetivos de investimento a longo prazo em renda variável.

LEIA MAIS | Confira a (super) rentabilidade do fundo de ações brasileiras da Warren

Ah, mas você não possui o perfil para entrar no mercado de ações? Não tem problema! Neste caso, a nossa sugestão é a criação de um portfólio diversificado. Pois investir em um portfólio com diversos produtos (renda fixa, renda variável e multimercado) significa mitigar o risco e potencializar a rentabilidade ao mesmo tempo.

Quer saber como?

A Warren tem os melhores produtos do mercado e monta o portfólio perfeito para você. O nosso fundo de ações americanas, por exemplo, está entre os vinte fundos que melhor performaram no primeiro semestre deste ano. O nossos fundos de ações brasileiras e o multimercado também batem suas metas com folga.

Além disso, os nossos produtos de renda fixa tem como meta bater 110% do CDI e, assim como os outros, tem batido com folga.

Comece agora a investir melhor.

%d blogueiros gostam disto: