investimentos

Como investir na Bolsa de Valores

Tudo o que você precisa saber para investir no mercado de ações

Quando você começa a investir na Bolsa de Valores, você vira sócio das maiores empresas do mundo. Já pensou ser acionista de empresas brasileiras como a Ambev, Gerdau, Magazine Luiza? Ou então das gigantes americanas, como Apple, Netflix, Google? Pois saiba que isso é possível e está ao alcance de todos. Para isso, basta investir em ações dessas empresas. Mas, para isso, é preciso primeiro entender como opera a bolsa e quais as maneiras de investir nela. Vamos lá!

O que é a Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores é o ambiente onde acontecem todas as negociações de ações das maiores empresas do mundo. Ela possui dois objetivos: organizar a negociação de ativos e garantir a segurança das operações.

Mas, afinal, o que são ações?

Ações são, numa rápida explicação, uma fração do capital social de uma empresa. Por esse motivo, ao comprar uma ação, você se torna sócio daquela empresa. Dessa forma, além de participar dos lucros, você fica sujeito a participar também dos eventuais prejuízos que ela possa ter.

Como investir na bolsa de valores?

Basta seguir os seguintes passos:

• Abrir uma conta em uma corretora de valores;
• Transferir o dinheiro;
• Escolher as ações;
• Enviar a ordem de compra;
• Acompanhar o investimento.

LEIA MAIS | Como funcionam e como calcular juros compostos?

LEIA MAIS | Apple: venda de IPhones cai, mas investidores estão felizes. Entenda!

Mas como as ações dão dinheiro?

1º – Com a valorização das ações

A primeira forma de ganhar dinheiro com ações é através da valorização delas. Isso acontece quando existe um aumento pela procura de ativos de uma determinada empresa, o que faz seu preço aumentar. Nesse momento, quem comprou ações por um preço menor pode vendê-las pelo preço mais alto, lucrando com a diferença.

2º – Com a desvalorização das ações

Parece loucura, né? Mas a desvalorização de uma ação também pode ser lucrativa. Essa venda é conhecida no mercado como short selling. Nela, você vende uma ação acreditando que seu preço irá cair muito num futuro próximo e, quando isso acontecer, é só recomprar a ação por um preço mais barato.

3º – Com os dividendos

O recebimento de dividendos funciona como uma espécie de divisão de lucros, ou seja, você recebe uma parcela dos lucros da empresa na qual você investe em ações. Vale lembrar que o valor dessa distribuição é referente ao percentual de participação no capital da empresa. Nesse valor já estão descontados os impostos.

LEIA MAIS | Confira a (super) rentabilidade do fundo de ações brasileiras da Warren

LEIA MAIS | Entenda a relação entre vencimento e liquidez

Qual a diferença entre investir em fundos de ações e diretamente em ações?

Nosso gestor, Thomaz Fortes, responde a esta pergunta no vídeo, abaixo:

Por que investir em ações sozinho pode ser um problema?

Investir na Bolsa de Valores sozinho pode ser perigoso. Isso porque esse universo é bastante complexo para quem não entende esse tipo de investimento. Listamos alguns cuidados que você precisa ter, abaixo:

• Estar atento ao mercado e à economia para saber quais ações estão em alta e quais estão em queda;

• Possuir conhecimento aprofundado para operar no home broker, que é a plataforma de compra e venda de ações;

• Para não perder as pequenas oscilações ao longo do dia, teria que operar day trade, ou seja, ficar o dia todo acompanhando o mercado para comprar ou vender ações rapidamente.

Em resumo, perder dinheiro operando sozinho é muito fácil.

LEIA MAIS | Entenda o que é Risco de Crédito

LEIA MAIS | Bolsa caiu. E agora?

Por que não investir em ações em bancos, então?

Os bancos oferecem fundos de investimento em ações, mas é preciso estar atento, isso porque: bancos cobram taxas altas, que muitas vezes você não sabe que paga; o gerente do banco recebe comissão pelo produto que indica e, por isso, você pode receber a indicação de um fundo caro e com pouca performance e o conflito de interesses sempre vai fazer com que você ganhe menos do que poderia ganhar.

Se investir sozinho na Bolsa de Valores é arriscado e investir em bancos é uma péssima alternativa, qual seria a melhor opção? Investir em uma corretora de valores 100% alinhada com seu cliente, ou seja, a Warren!

 Quando você investe em ações com a Warren você:

• Conta com fundos de ações brasileiras e americanas (para conferir a lista completa de empresas basta clicar aqui);

• Paga uma taxa de gestão de apenas 0,5% ao ano sobre o valor total dos seus investimentos, o que é em média 4 vezes menos que em bancos ou outras corretoras;

• Investe por objetivos, assim fica mais fácil manter o planejamento;

• Possui mais de 350 produtos de terceiros, com o rebate da comissão. Ou seja, a comissão que a Warren receberia, ela devolve para você em forma de investimento;

• Conta com um chat dentro da sua área logada para esclarecer dúvidas;

 Investe na primeira corretora 100% alinhada com o cliente.

%d blogueiros gostam disto: